Blog > Artigos > Como Importar > Eua > Como ser um Redirecionador de encomendas

Como ser um Redirecionador de encomendas

A busca por saber como funciona e como ser um redirecionador de encomendas está em alta, já que o serviço vem crescendo muito nos últimos tempos impulsionado pelas ferramentas digitais, que permitem que pessoas se conectem de forma fácil e instantânea entre países, e pelas restrições de viagens internacionais, fazendo com que as compras nos EUA só fossem possíveis através de redirecionadores e/ou personal shoppers.

Esse tipo de serviço pode ser oferecido para clientes do Brasil ou de qualquer parte do mundo.

Se você mora nos EUA e está pensando em trabalhar com redirecionamento de encomendas, este artigo da Glin, em parceria com a Academia do Importador, pode te ajudar.

As dicas abaixo vão te explicar um pouco sobre este serviço já muito consolidado no mercado de importação, e dar algumas informações essenciais para você fidelizar o seu cliente e transformar o redirecionamento de encomendas na sua principal fonte de renda.

Se interessou? Então vamos começar!

Como ser um redirecionador de encomendas

O que é um Redirecionador de encomendas?

Os redirecionadores de encomendas são pessoas ou empresas que disponibilizam um endereço nos EUA para receber as compras de consumidores estrangeiros e, depois do recebimento, enviam essas mercadorias aos clientes nos respectivos países. Este profissional é um intermediário logístico entre os sites de lojas americanas e os consumidores finais.

Portanto para você que quer ser um redirecionador de encomendas, vale destacar que se for um trabalho realizado por pessoa física, você precisará de um espaço para armazenar os produtos que chegarem até você, podendo ser um cômodo específico da sua casa, por exemplo. Já as empresas trabalham em espaços amplos, em que conseguem armazenar os produtos em diferentes suítes identificadas com o número de cada cliente.

Como funciona o serviço de Redirecionamento de encomendas?

A grande maioria dos sites americanos não disponibiliza entrega para outros países, fazendo com que os redirecionadores de encomendas nos EUA sejam a única forma de compra para quem está fora dos país.

Até está crescendo o número de lojas que disponibiliza entrega de produtos em outros países, porém, muitas vezes o frete cobrado é muito caro. Assim, fazer o caminho da compra utilizando o redirecionador de encomendas é a forma mais barata. 

O processo utilizando o redirecionamento de encomendas é o seguinte: o consumidor primeiro precisa escolher o seu profissional ou empresa e fazer seu cadastro para receber o endereço nos Estados Unidos. Depois disso, inicia-se o processo de compra. O cliente faz a compra no site americano e envia para o endereço americano do redirecionador escolhido.

No recebimento, o profissional geralmente abre, confere, manda fotos para o cliente, reembala os produtos para reduzir o volume e proteger melhor os produtos. O passo final é enviar a encomenda ao destinatário utilizando a melhor forma de envio.

É importante que o redirecionador tenha o conhecimento necessário para tomar alguns cuidados quanto a declaração dos produtos enviados e para acompanhar o envio através das ferramentas de rastreio.

Pois o ciclo da compra internacional tem muitas particularidades e é necessário muito conhecimento e preparo por parte do redirecionador para que o seu cliente não seja prejudicado. O sucesso do trabalho fideliza os clientes.

E o que mais você precisa saber?

Redirecionador organizando encomendas

Oriente bem os seus clientes

Sempre que iniciar contato com algum cliente para oferecer os serviços de redirecionamento, oriente com detalhes sobre todo o processo, desde o recebimento nos EUA até a entrega final no Brasil, passando pelo despacho das mercadorias.

É importante deixar claro quais são as responsabilidades de cada um e o que fica a cargo do próprio cliente, como os custos de taxas e fretes.

Também dê dicas sobre como efetuar a compra sem erros, pois muitas vezes o site inglês pode ser uma dificuldade para alguns pessoas no Brasil.

É importante orientar que ele deve fazer a compra no nome dele, para que a mercadoria chegue até você identificada corretamente, instruir também sobre a maneira correta de preencher o endereço e passar dicas de onde e quando comprar mais barato, por exemplo.

Essas informações contribuirão para o sucesso de todo o processo.

Construa e fidelize sua rede de contatos

Em qualquer ramo de atividade, um cliente satisfeito é um cliente fiel, que volta a comprar e recomenda o serviço para os amigos. É muito importante o redirecionador de encomendas se preocupar com o sucesso do cliente na hora de fazer a compra.

Além disso, uma vez que o cliente venceu a insegurança da primeira importação, ele tende a querer comprar novamente fora do país. Assim, uma boa estratégia para reativar um cliente que já comprou uma vez com você é divulgar novas oportunidades de compra e formas dele economizar.

O varejo americano é recheado de datas comemorativas onde as lojas fazem promoções agressivas: Independence Day, Black Friday e Cyber Monday, Columbus Day e Amazon Prime Day são exemplos de datas onde é possível comprar ainda mais barato nos EUA.

Redirecionador de encomendas orientando o cliente

Indique formas de pagamento

Outra dica para ajudar o seu cliente a economizar é indicar para ele sempre as melhores formas de pagamento. Os sites americanos, por exemplo, não parcelam as compras. Outra questão que pode impedir a aquisição de produtos americanos é o fato de muitas pessoas não terem cartão de crédito internacional. De uma forma ou de outra, o cliente pode sair frustrado de sua primeira experiência com importação.

Uma alternativa acessível é indicar a Glin, o meio de pagamento mais barato para fazer compras nos EUA. Com a Glin, além do cliente conseguir parcelar as suas compras em até 12x no cartão de crédito nacional ou internacional, não precisa se frustrar com a flutuação do dólar e as taxas abusivas. E se não tiver um cartão de crédito, pode efetuar suas compras via TED. Por meio de um Glincard, o gift card da Glin, você economiza comprando nas melhores lojas dos EUA com um custo efetivo menor de transação.

Assessore bem os seus clientes sobre as formas de envio de envio para o Brasil e de acompanhamento das encomendas

Além da parte da compra nos EUA, é importante se atentar com o envio para o Brasil. A etapa que muitas vezes não é observada de perto pelos redirecionadores, já que fisicamente o produto foi despachado e aparentemente o trabalho acabou.

Mas não é bem assim! Uma série de detalhes devem ser observados para que o cliente tenha sucesso no seu recebimento e fique satisfeito com a compra.

Um diferencial que o redirecionador de encomendas pode ter nesse ponto é ter diversas formas de envio para dar opções para o cliente escolher. Essas formas de envio se diferenciam por preço, prazo e capacidade da carga.

Um outro diferencial é você ajudar o seu cliente a rastrear a encomenda através do site dos Correios. Como fazer isso? Através do portal Id Correios que o importador faz o acompanhamento, cadastra as suas importações e eventualmente paga os tributos se necessários. Para importadores de primeira viagem, esse processo pode não ser tão simples e ajudar o cliente nesse ponto é essencial para o sucesso dele.

Redirecionador de encomendas preparando pacote

Falando em valores

Quando um cliente contrata um redirecionador, é importante observar que sempre existem três valores envolvidos:

Valor dos produtos: valor da compra na loja americana, ou seja, produtos, impostos e frete até o endereço do redirecionador.

Frete de envio para o Brasil: essa linha refere-se ao valor do frente internacional contratado pelo cliente para trazer as mercadorias para o Brasil.

Serviços do redirecionador de encomendas: por fim, temos o valor do redirecionador. É importante, definir como você vai querer cobrar pelo serviço. Além da taxa de serviço padrão, muitos redirecionadores realizam “micro serviços” a fim de rentabilizar melhor o cliente.

Esses “micro serviços” podem ser: executar testes em produtos eletrônicos no momento da chegada da mercadoria no endereço do redirecionador, embalar os produtos em saco à vácuo ou plástico bolha, tirar etiquetas de preços. Muitos profissionais também cobram pelo tempo de armazenamento dos produtos dos seus clientes.

Como você pode ver, as possibilidades de rentabilizar um pedido são muitas e cabe ao profissional que quer trabalhar com isso definir a melhor estratégia de precificação a se adotar.

Esse conteúdo de ajudou? Conta para nós!

Leia outros artigos:

Um comentário em “Como ser um Redirecionador de encomendas”

  1. Mirian Thomas disse:

    Muito esclarecedor. Parabéns 🎉… vou indicar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *