Dólar Alto – Vale a Pena Importar com o Dólar Alto?

A montanha-russa da cotação do dólar começou com uma subida vertical e, por enquanto, não dá sinais de queda.

Esse cenário assusta quem trabalha com importação ou apenas quer comprar um item de desejo, seja ele uma peça de vestuário ou produto eletrônico.

Se você se encaixa nessas categorias, não precisa ficar preocupado, pois ainda vale a pena importar com o dólar alto!

Vale a Pena Importar com o Dólar Alto

O dólar subiu para todos

As lojas que vendem produtos importados também precisam realizar um ajuste de preço para compensar a alta do dólar, fazendo com que seus produtos também fiquem mais caros.

Dessa forma, a diferença de valor continuará, praticamente, a mesma.

No momento, como eles ainda possuem produtos em estoque, os preços estão congelados, e, por isso, ainda não realizaram o repasse do valor do dólar.

Ainda é um excelente negócio importar com o dólar alto?

Sim, os preços subiram e assustam, mas, parando para analisar friamente a situação, os produtos ficaram apenas um pouco menos baratos.

Por exemplo, uma camisa da Hollister, que é vendida por 10 dólares nos EUA, sairia por 30 reais no começo do ano e hoje custa 40.

Em lojas brasileiras, o mesmo produto não é encontrado por menos de 120 reais, ou seja, ainda é muito mais barato importar esse tipo de peça.

Prova dos quatro dólares

Para provar que nós estamos falando a verdade, que importar com o dólar alto vale a pena, vamos utilizar alguns números para mostrar a diferença de preço, utilizando tanto produtos isentos de impostos de importação, quanto itens que demandem o pagamento das alíquotas aduaneiras.

  • Camisa Hollister: 

Vamos começar explicando como chegamos aos preços mostrados no exemplo acima, no qual utilizamos uma camisa da Hollister.

Para calcular o preço final de qualquer produto importado, é importante seguir dois processos principais: transformar o valor para reais e adicionar os impostos e taxas.

Porém, quando o valor aduaneiro (preço + frete) não ultrapassa os 50 dólares, e com auxílio de uma empresa de redirecionamento, não serão cobrados impostos sobre o item, dessa forma, foi só fazer multiplicação simples:

  • 10 x 3 = 30
  • 10 x 4 = 40

 

  • iMac: 

Agora vamos utilizar um produto mais caro e que exige o pagamento de impostos na hora da importação. Vamos fazer o cálculo utilizando o iMac com tela Retina 5K de 27 polegadas, um dos modelos mais utilizados por quem trabalha com edição de fotos e vídeos.

Na loja da Apple nos EUA, o item custa 1.999 dólares. Fazendo os cálculos temos:

  • 1999 x 4 (cotação do dólar) = 7996,00
  • 7996 + 60% (imposto de importação) = 12.793,60

Parece muito caro, mas na loja da Apple do Brasil, o mesmo modelo é vendido por 14.299,00.

Importando, você economiza mais de 1500 reais. Isso porque a loja ainda possui produtos em estoque, ou seja, que foram comprados quando o câmbio estava menor.

O que indica que em alguns meses, os preços vão subir e aumentar ainda mais a economia conseguida ao importar.  

Curso Academia do Importador

Viu como ainda é vantajoso importar? E se eu te falar que é possível conseguir ainda mais descontos?

Basta fazer o nosso curso acessando aqui! Nele, explicaremos todas as nuances do processo de importação para você gastar ainda menos!

Vídeo explicativo

Se você ainda não está convencido das vantagens de importar com o dólar alto, assista ao vídeo abaixo e tenha suas principais dívidas esclarecidas!

Assine também nossa newsletter logo abaixo e receba notícias importantes sobre o mercado da importação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *